1627 - 1691


...Pai: Meu Filho, aqui está uma companhia de pecadores que estão arruinados em si mesmos e agora estão abertos à minha justiça! Justiça requer satisfação por eles e ela se satisfará na eterna ruína deles. O que será feito por estas almas!

Filho: Oh meu Pai, tal é o meu amor e pena por eles, que ao invés de eles perecerem eternamente, eu serei responsável por eles como seu Fiador; traga toda a dívida deles para que eu possa ver o que eles te devem; Senhor traga todas elas para que não haja débitos futuros para com eles; da minha mão Tu os requererás. Prefiro sofrer a Tua ira do que eles a sofram. Sobre mim, meu Pai, sobre mim, sejam todos os débitos deles.

Pai: Mas meu Filho, se você tomar o lugar deles, você deve considerar que terá que pagar até a menor dívida, não espere abatimentos. Seu eu poupar eles, não pouparei a Ti.

Filho: Estou disposto, que assim seja, Pai. Que tudo venha sobre mim, Eu estou apto a quitar tudo. E ainda que isto signifique uma ruína para mim, ainda que toda minha riqueza empobreça, todos os meus tesouros se esvaziem, (o que de fato aconteceu 2 Coríntios 8:9 (“...Porque já sabeis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo que, sendo rico, por amor de vós se fez pobre.”...), ainda sim estou disposto a quitá-la.


Flavel: (...) corem de vergonha, pecadores ingratos, Oh, que a vergonha cubra suas faces, julguem a si mesmos agora, Cristo merece que você esteja com ele por ninharias, que você deveria encolher diante de algumas dificuldades mesquinhas e murmurar, isto é difícil e severo? Oh se você conhecesse a graça do nosso Senhor Jesus Cristo nesta maravilhosa condescendência por você, você não faria isto.”...






Categories:

Leave a Reply